Hoje em dia a dinâmica de uma loja é muito mais complexa do que simplesmente a venda de mercadorias. Existe um relacionamento com o cliente que deve ser considerado. Este relacionamento possui um impacto direto no ato da venda. Para fidelizar clientes ou até mesmo simplesmente para contemplar o código de defesa do consumidor, a maior parte das lojas aceita trocas. Ainda, para garantir vendas é muito comum que sejam aplicados descontos na hora da venda.

Bem, com estes dois fatores é possível imaginar uma miríade de situações onde os valores de uma venda podem confundir o lojista na hora da apuração de resultados.

Para ficar mais claro vou citar somente alguns exemplos que podem causar confusão:

Troca simples: Quando se faz uma troca de mercadorias de mesmo valor. Por exemplo, o cliente devolveu uma blusa de 100 reais e levou outra de 100 reais, qual é o valor da venda? E se houve desconto na venda original?

Troca a menor: Lembrando que permitir trocas a menor é sempre interessante para fidelizar clientes [link para o post de fidelização] E se na troca o cliente devolveu, por exemplo, uma blusa de 100 reais e levou outra de 90? Como contabilizar estes 10 que sobraram?

Troca a maior: O cliente devolveu alguns produtos, digamos 30 reais no total, e comprou 200 reais, pagando a diferença de 170. Como contabilizar isto?

Para esclarecer estas dúvidas e deixar claro como devemos tratar cada valor relativo às vendas ou trocas, segue abaixo detalhado como o sistema Focus Lojas trata os valores de uma transação.

(A) Total Vendido = Somatório dos valores totais dos itens vendidos
(B) Total Devolvido = Somatório dos valores totais dos itens devolvidos
(C) Valor bruto da venda = (A) - (B), ou seja, é o Total Vendido menos o Total Devolvido
(D) Valor Pago = Total recebido em dinheiro, cartão, cheque, carnê e saldo anterior utilizado
(E) Saldo Utilizado = Valor das devoluções utilizado para pagar total ou parcialmente esta venda.
(F) Valor reembolsado  = Somantório dos reembolsos referentes à venda. Todo o valor devolvido ao cliente.
(G) Saldo gerado = Valor do saldo que foi gerado em sistema ao cliente, quando não se utiliza a opção de reembolso.
(H) Desconto aplicado na venda = Diferença entre o valor bruto da venda e o que foi efetivamente pago.
(I) Valor líquido da venda  = O que foi pago na venda efetivamente OU um valor negativo quando há mais devolução do que compra.
(J) Valor Fiscal da venda = Para efeitos fiscais devemos considerar o valor da venda tudo o que foi pago mais o que foi utilizado de saldo anterior.

 

Pode gerar confusão ou até desconfiança o fato de uma venda possuir valor negativo, mas é isto mesmo. Se o cliente devolveu mais do que levou o valor da venda é negativo inerentemente. Se foi armazenado o saldo do cliente em sistema, quando este saldo for utilizado ele será contabilizado positivamente no valor desta venda. Se foi feito um reembolso sua loja pode ter perdido um pouco em resultado imediato, mas certamente possui um cliente com uma boa impressão de seu estabelecimento.

O post Entendendo os valores de uma venda apareceu primeiro em Acras.